últimas notícias








Notícias

1 13/05/2022 10:58

A justiça decidiu por manter a prisão temporária da viúva do empresário Leandro Troesch, encontrado morto dentro de um dos quartos da Pousada de luxo, Paraíso Perdido, em Jaguaripe. Shirley da Silva Figueredo foi detida na última segunda-feira (9/5), em uma azenda na cidade de Iaçu. Em seguida, ela foi encaminhada para a capital baiana. A viúva de Leandro Troesch, suspeita de envolvimento na morte do marido, foi presa após descumprir as medidas de prisão domiciliar.

Em 2001, a mulher já havia sido condenada a nove anos de detenção por participação em um crime de extorsão mediante sequestro, junto com o marido. Ela fugiu logo após a morte do empresário, ocorrida em fevereiro deste ano.

De acordo com a polícia, Leandro foi encontrado morto dentro da própria pousada, localizada em Jaguaripe, no baixo sul da Bahia. As autoridades investigam se Shirley tem envolvimento na morte do então companheiro, e informou que a prisão dela "vai ajudar a esclarecer as circunstâncias da morte do empresário".

Shirley foi apresentada na sede do Departamento de Polícia do Interior (Depin) no Centro de Salvador, informou a Polícia Civil. A audiência foi virtual e ocorreu na Delegacia de Repressão a Crimes Contra a Criança e o Adolescente (Dercca), onde ela está à disposição da Justiça. A suspeita será transferida para o Presídio Feminino.

Rua Tiradentes, 30 – 4-º Andar – Edf. São Francisco – Centro - Santo Antônio de Jesus/BA. CEP: 44.571-115
Tel.: (75) 3631-2677 - A Força da Comunicação.
© 2010 - RBR Notícias - Todos os direitos reservados.