últimas notícias








Notícias

1 30/11/2019 07:06

O modelo econômico e os detalhes físicos do projeto de construção e operação da Ponte Salvador–Itaparica foram apresentados na sede do Ministério Público da Bahia (MPBA), em Salvador. O encontro foi promovido pela Organização Sócio Ambientalista, Pró-Mar, que realizou o 5º Fórum Permanente de Sustentabilidade Baía de Todos-os-Santos. 

O secretário da Casa Civil da Bahia, Bruno Dauster, fez a explanação sobre a ponte. “O projeto é um vetor de desenvolvimento. O foco do Governo do Estado é no crescimento socioeconômico da Bahia, em fomentar as atividades industriais, turísticas e comerciais das regiões alcançadas, gerando mais emprego e renda”, ressaltou Dauster. 

O secretário acrescentou que “cerca de 250 municípios serão beneficiados com o encurtamento real em 100 quilômetros da distância até Salvador, por não mais ser necessário realizar o contorno pela BR101, para acessar a capital”. 

O Sistema Viário, além de contemplar a ponte, que será a maior da América Latina, com 12,4 quilômetros de extensão, inclui a implantação dos acessos à ponte em Salvador, por túneis e viadutos, e em Vera Cruz, com a ligação à BA-001, junto com uma nova rodovia expressa, e a interligação com a Ponte do Funil, que também será revitalizada.

Atualmente, na modalidade de Parceria Público Privada (PPP), a licitação do sistema está aberta. O resultado está previsto para ser divulgado em dezembro, por meio de leilão na B3, Bolsa de Valores de São Paulo. A empresa vencedora do edital terá o prazo de cinco anos para a realização de estudos e construir o Sistema. Além disso, fará a gestão e a administração do equipamento durante o período de 30 anos após a implantação  O evento teve a participação de representantes da sociedade civil, academia, povos tradicionais e iniciativa privada.

Rua Tiradentes, 30 – 4-º Andar – Edf. São Francisco – Centro - Santo Antônio de Jesus/BA. CEP: 44.571-115
Tel.: (75) 3631-2677 - A Força da Comunicação.
© 2010 - RBR Notícias - Todos os direitos reservados.