Notícias

1 02/04/2024 18:02

O empresário Luís Cláudio da Lula da Silva, filho do presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT), é acusado pela esposa, Natália Maria Schincariol, de agredi-la física e psicologicamente. A médica registrou um boletim de ocorrência na Polícia Civil de São Paulo nesta terça-feira (2).

“Relato que estou sofrendo violência doméstica por parte de Luís Cláudio Lula da Silva. As agressões são de natureza física (oportunidade em que me deu uma cotovelada na barriga em uma das brigas no final de janeiro deste ano), verbal, psicológica e moral, e têm se intensificado ao longo do tempo, colocando em risco a minha integridade física e mental”, disse.

Natália narra que teria se afastado do trabalho, por um mês, devido a “trauma causado pelas agressões” e que foi hospitalizada com crises de ansiedade. A cotovelada teria acontecido quando Luís Cláudio tentou tomar o celular da companheira.

Ainda segundo o colunista, Natália Schincariol afirma que teria sido “manipulada” e “ameaçada” por ele para não denunciar as agressões, sob alegação de que o agressor é filho do presidente.

“O agressor chegou em casa bêbado e tentou entrar em meu quarto de todas as formas, mesmo que eu pedisse para ficar distante”, relatou.

No B.O., a mulher, de 29 anos, afirma que “as agressões são de natureza física, verbal, psicológica e moral”. Ela relata que o filho de Lula de “uma cotovelada na barriga” dela “em uma das brigas no final de janeiro deste ano”, quando ele teria se recusado a entregar o celular da companheira.

Segundo ela, os casos de violência “têm se intensificado ao longo do tempo”, colocando em risco sua integridade física e mental. Ao Metrópoles a médica confirmou as acusações contra Luís Cláudio apresentadas no boletim de ocorrência.

À polícia ela contou que já foi afastada do trabalho por um mês, “devido ao trauma causado pelas agressões”, e “hospitalizada com crises de ansiedade”. Disse também que recebe ameaças e ofensas constantes de Luís Cláudio, sendo chamada de “doente mental”, “vagabunda” e “louca”.

 

No registro do boletim de ocorrência, ela diz que o filho caçula de Lula “manteve relações sexuais com outras mulheres de forma desprotegida” e que ele “chegava em casa bêbado” e tentava entrar em seu quarto mesmo ela pedindo para que ficasse distante.

A vítima afirma ainda que tem sido “manipulada” e “ameaçada” para não denunciar as agressões, sob a alegação de que o agressor é filho do presidente e que “possui influência para se safar das acusações”. O Metrópoles tenta contato com Luís Cláudio. O espaço segue aberto para manifestação.

Filho caçula do Presidente Lula

Luís Cláudio é diretor de futebol do time amazonense Parintins Futebol Clube. Neste ano, o clube foi autorizado pelo Ministério do Esporte a captar R$ 1,5 milhão para viabilizar projeto de escolinha para crianças e adolescentes, conforme revelou a coluna de Guilherme Amado.

 

*As informações são doncolunista do Metrópoles Paulo Cappelli

Rua Tiradentes, 30 – 4-º Andar – Edf. São Francisco – Centro - Santo Antônio de Jesus/BA. CEP: 44.571-115
Tel.: (75) 3631-2677 - A Força da Comunicação.
© 2010 - RBR Notícias - Todos os direitos reservados.