Esportes

1 03/06/2024 11:25


Segundo a PF, Marcelo Silva atuou na primeira fase do esquema, cujos alvos iniciais eram apenas atletas brasileiros

O ex-jogador Marcelo Silva é investigado como um facilitador do golpe que desviou valores do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) de diversos jogadores de futebol. Segundo a Polícia Federal, ele atuou na primeira fase do esquema, cujos alvos iniciais eram apenas atletas brasileiros.

Atualmente empresário de atletas, Marcelo Silva jogou entre os anos 1990 e 2000 e iniciou a carreira no Juventus, de São Paulo. Ele passou por clubes como Santos, Bahia, Atlético-MG, Vitória, Goiás, Athletico-PR, Náutico e Bragantino. Pelo Peixe, jogou de 1999 a 2002 e, depois, foi para o Spartak Moscou, da Rússia. Na Vila Belmiro, Marcelo Silva chegou a jogar com Diego, Robinho e Elano.

Diferentemente do trio, porém, não esteve na campanha do título brasileiro de 2002 contra o Corinthians. De acordo com a investigação da PF, uma quadrilha age desde 2014 para desviar valores milionários de contas de FGTS de jogadores que passaram pelo futebol nacional. Entre os atletas que tiveram desfalques no Brasil estão Ramires, Maikon Leite e Elano.

Posteriormente, estrangeiros também acabaram vitimados. Guerrero, ex-Corinthians, Flamengo e Internacional, teve R$ 2,3 milhões transferidos para uma conta aberta ilegalmente em seu nome. Cueva e João Rojas, ambos ex-São Paulo, são outros que sofreram desfalques.

 

 

 

*As informações são do Fantástico, da TV Globo.

Rua Tiradentes, 30 – 4-º Andar – Edf. São Francisco – Centro - Santo Antônio de Jesus/BA. CEP: 44.571-115
Tel.: (75) 3631-2677 - A Força da Comunicação.
© 2010 - RBR Notícias - Todos os direitos reservados.