últimas notícias








Esportes

1 14/09/2021 07:39

A entidade brasileira juntou uma série de documentos para comprovar não ter sido a responsável pela suspensão do clássico.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) encaminhou nesta segunda-feira (13) na Fifa a defesa para o julgamento da suspensão do jogo Brasil x Argentina. A entidade que controla o futebol mundial abriu processo disciplinar para analisar a partida que foi interrompida após cinco minutos de bola rolando no último dia 5 de setembro, pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, por funcionários da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) com a Polícia Federal.

De acordo com informações do site Uol, a CBF enviou a defesa no último dia do prazo. A entidade brasileira juntou uma série de documentos que incluem os relatórios do árbitro venezuelano Jesús Valenzuela e do delegado da partida o colombiano Juan Hernández, para comprovar não ter sido a responsável pela suspensão do clássico na Neo Química Arena, e que cumpriu suas tarefas como mandante.

O jogo foi suspenso pela Anvisa por causa das informações falsas fornecidas por quateto jogadores da Argentina, o goleiro Emiliano Martínez, o zagueiro Cristian Romero, o volante Giovani Lo Celso e o meia Eliminano Buendía, na chegada ao Brasil. O quarteto deveria cumprir 14 dias de quarentena, obedecendo a portaria interministerial 655, de 23 de junho.

Rua Tiradentes, 30 – 4-º Andar – Edf. São Francisco – Centro - Santo Antônio de Jesus/BA. CEP: 44.571-115
Tel.: (75) 3631-2677 - A Força da Comunicação.
© 2010 - RBR Notícias - Todos os direitos reservados.